quinta-feira, 31 de julho de 2008

Dica Para Este Fim De Semana.

Isobel Campbell & Mark Lanegan - Sunday At Devil Dirt (2008). Este é o segundo trabalho desta dupla que tanto admiro. Seja em suas carreiras solo ou acompanhados de suas bandas, seu projetos.
Sunday... segue a cartilha de Ballad of the broken seas, o primeiro lançamento de 2006.
Belo. Denso. Apaixonante.
A voz de Lanegan, encharcada de bourbon, combina perfeitamente bem com o belo canto da menina Campbell.
Quero agradecer a minha amiga Gabriela Almeida, que discotecou comigo na última terça-feira no Balcão, por esta bela dica.
Gabriela é jornalista e dj. Atualmente coordena a produção da 4° Mostra Baiana de Video Clipes. Para maiores informações, acesse: www.myspace.com/mostrabaianadevideoclipes.

sábado, 26 de julho de 2008

Happy Birthday Mick!

Mick Jagger completa hoje 65 anos. Vamos desejar felicidades para esse cara que, junto com seus parceiros de banda, fez a cabeça de várias gerações. Gravando grandes discos, belas canções, incendiando loucamente teatros e estádios de futebol no mundo inteiro com sua lascívia, performance dionisíaca, seu canto debochado.
Que Deus continue te dando muitos anos de vida e saúde Mick. E que você continue nos prestigiando com suas canções maravilhosas, suas grandes performances!

quarta-feira, 23 de julho de 2008

A Casa Do Rock 6° Edição.

Acontece nesta sexta-feira, 25/07, a 6° edição da festa A Casa do Rock. Bastante popular na cena alternativa de Salvador, A Casa do Rock vem conquistando espaço cada vez mais devido a qualidade dos dj's que se apresentam nela.
Foi criada pelos produtores e dj's Cássia Cardoso e Leonardo Leão com o intuito de agitar as noites do Rio Vermelho, meu bairro preferido, ao som do rock n'roll e seus vários estilos. Ouve-se de tudo, desde que seja rock!
Os dj's são: Cassicas e Lionman ( residentes ), Maira e buenas.

Cassicas - É produtora cultural e uma das idealizadoras da festa. Coordena o informativo cultural Se Ligue. Cassinha, como é também conhecida pelos amigos, é formada em música pela UFBA. Já promoveu e se apresentou em diversos eventos, como: NAVE, Borracharia, Miss Modular e Balcão.

Lionman - Leonardo Leão é o idealizador da festa ao lado de Cassinha. Foi vocalista das bandas Drearylands e Os Mizeravão. Atualmente canta na Mortícia. Leão é pesquisador de música rock produzida no Brasil e é formado em jornalismo.

Maira - É jornalista e apresentadora do programa 16 toneladas, veículado pela rádio Educadora FM, às sextas-feiras. Já abriu para diversos artistas, entre eles, Davi Moraes, Lazzo, Luiz Melodia e dj Hum. Além de trabalhar como apresentadora e dj da rádio Música no Porto, que funciona na praia do Porto da Barra, às sextas-feiras, antes e depois do projeto Música no Porto.

buenas - É pesquisador musical e ex-vendedor de discos. Já se apresentou em diversas festas e lugares badalados de Salvador, entre eles: Miss Modular, Borracharia, Capela da São Rock, Boomerangue, ICBA, NAVE e atualmente se apresenta no bar Balcão, sempre às terças-feiras. É formado em Artes Cênicas e tem um blog que dizem que é legal.

A Casa do Rock.

Boomerangue, rua da Paciência, Rio vermelho.

23h. R$ 12,00. Até meia-noite ( R$ 8,00 ).

Essa é a comunidade do On The Rocks no Orkut:

http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=53673577

sexta-feira, 18 de julho de 2008

On The Rocks Recomenda.


Back To The Cat ( 2008 ), é disparado um dos melhores lançamentos fonográfico do ano. Barry Adamson tocou no Magazine, de Howard Devoto, e nos The Bad Seeds, banda que acompanha Nick Cave há muitos anos.
O disco é uma colagem de soul music, funk e baladões que se encaixaria bem em qualquer disco de Mr. Cave.
Blaxploitation. Qualquer música de Back To The Cat ficaria bem na trilha de Shaft. A produção é do próprio Adamson, que toca todos os instrumentos.
Quem for na próxima discotecagem do DJ buenas no bar Balcão, terça-feira, 22/07, vai poder conferir algumas músicas deste Back To The Cat.

Os convidados dessa vez são os DJ's Lionman e Ouro Preto.

Haverá uma prévia da festa A Casa do Rock VI.

Bar Balcão fica na rua da Paciência, Rio Vermelho. Começa às 21h e custa R$ 4,00 ( couvert ).

domingo, 13 de julho de 2008

Lico E O Dia Mundial Do Rock.

( Lico, aos dois anos, em casa de vovó Mira ).

Hoje é o aniversário do meu filho Lico e dia mundial do rock. Liquinho está completando dez anos. Já o tal do rock... bem, esse deve está com seus dezessete ou dezoito anos. Um moleque pensando que é gente grande.
Rock. Uma paixão em minha vida. Uma válvula de escape nos piores momentos e motivo para um brinde com os amigos nos melhores momentos. Ele tá sempre ali. Seja prá dançar, rir ou chorar, tenho o tal do rock sempre ao meu lado. Um parceiro inseparável.
Escolhi este disco logo abaixo para ouvir neste dia especial. Uma obra-prima de Mr. Bowie.
Um brinde a Lico e ao grande parceiro rock.

Um Disco.

( The Rise And Fall Of Ziggy Stardust... )

David Bowie - The Rise And Fall Of Ziggy Stardust And The Spiders From Mars ( 1972 ).
Recomendo esta obra-prima para ouvir neste dia especial. O disco foi produzido em 1972, época em que Bowie criou o personagem Ziggy Stardust, marcando sua fase glam.
Lembro-me bem a primeira vez em que ouvi esta pérola. Estava deitado na cama e de repente estava em pé perguntando-me se estava dormindo ou acordado. Certo de que estava acordado, sentei-me na cama e pensei: " O que é isso me Deus?! ".
Era uma porrada atrás da outra.
Five Years, Soul Love... Moonage Daydream me arrebatou de vez!
E aquele solo de piano na introdução de Lady Stardust...
The Rise And Fall... sempre esteve e sempre vai estar em minha lista dos melhores de todos os tempos.
Comecei a comemorar ontem este dia especial. Muita coincidência meu filho nascer justamente no dia do rock.
Foi em 1998 após o Brasil perder para a França na copa do mundo. Assim que o jogo acabou, mamãe Vivian começou a sentir as contrações. Que noite! O guri do rock só veio ao mundo no dia seguinte às 06:45h da matina. Era 13 de Julho. Que Deus continue te abençoando meu filho.

quinta-feira, 10 de julho de 2008

Echo And The Bunnymen - Parte 2.

( Heaven Up Here, 1981 ).

Brian Griffin é o fotógrafo que está por trás dessas capas maravilhosas. Trabalhou em companhia do diretor de arte Martyn Atkins, britânico como Brian, que também trabalhou com o Depeche Mode, Dire Straits e Billy Idol.

Perceba como Brian consegue captar através de sua câmera a atmosfera das músicas do disco com o cair da tarde de um litoral europeu.

Essa é a comunidade do On The Rocks no Orkut:http://www.orkut.com.br/Community.aspx?cmm=53673577

terça-feira, 8 de julho de 2008

Galeria.

( Porcupine, 1983 ).
Dia desses encontrei com meu caro Marcos Botelho na av. Joana Angélica, centro da cidade, e como é de costume, conversamos sobre música. E sempre comentamos sobre o Echo And The Bunnymen, a maior banda de Liverpool de todos os tempos.
Ele me disse que os Bunnymen tinha tocado em São Paulo. Falamos sobre Ocean Rain, Porcupine... Daí surgiu a idéia de homenageá-los esta semana.
Adoro as capas do Echo And The Bunnymen. Esse quarteto foi formado no final dos anos 70 em Liverpool, Inglaterra. E foram logo batizados pela crítica especializada de pós-punk inglês.
O som é bem característico da época. Urgente, mas com uma boa dosagem de melancolia e de romantismo.
Os incautos costumam chamá-los de rock triste.
Não é.
Não fico triste quando ouço os Bunnymen. Sinto prazer. Bem estar. Também, uma banda que tem um cantor e poeta como Ian Mcculloch, ouvi-lo só pode fazer o bem.

Que voz! Que estilo de cantar e de se comportar no palco...

Recentemente estavam tocando o disco Ocean Rain, na íntegra, pela Europa.

Ian é um dos meus cantores predileto. Um iluminado. Que Deus continue abençoando-o sempre.

Ainda esta semana escrevo sobre o fotógrafo Brian Griffin que produziu estas capas e outras mais.

Acontece hoje mais uma discotecagem do DJ buenas no bar Balcão, rua da Paciência, Rio Vermelho.

A convidada dessa vez é a DJ Cassicas.

21h. R$ 4,00 ( couvert ).

( Ocean Rain, 1984 ).

quinta-feira, 3 de julho de 2008

Um Poema De Charles Bukowski.


Scarlet.

fico feliz quando elas chegam
e feliz quando se vão

feliz quando escuto os saltos
se aproximando de minha porta
feliz quando esses saltos
se afastam

feliz por foder
feliz por me importar
feliz quando tudo termina

e
desde que as coisas ou estão
começando ou terminando
fico feliz
a maior parte do tempo

e os gatos caminham pra cima e pra baixo
e a terra gira em torno do sol
e o telefone toca:

" é a Scarlet ".

" quem? "

" Scarlet ".

" certo, pinte aí ".

e desligo pensando
talvez seja isso

entro
dou uma cagada rápida
me barbeio
me banho

me visto

ponho o lixo
e as caixas cheias de garrafas vazias
pra fora

me sento ao som dos
saltos se aproximando
parecendo mais a aproximação de um exército
do que o som da vitória

é Scarlet
e na minha cozinha a torneira
continua pingando
precisando de concerto.

cuidarei disso mais
tarde.