segunda-feira, 4 de maio de 2009

Bar Do Turíbio, O Melhor Do Recôncavo.


Localizado em Cruz das Almas, no recôncavo baiano, o Bar do Turíbio é o meu preferido. O estabelecimento deste simpático velhinho, na rua da Estação, é o ponto de encontro dos Buenas - artistas e boêmios que se reunem nos fins de semana para um bate papo em meio há várias cervas e alguns petiscos.


Comecei a frequentar este bar através do meu amigo Nelsinho Magalhães por volta de 1989/1990, época em que criamos a instituição Buenas - sem fins lucrativos.
Foi lá que conheci Luciano Fraga, D. Luchiano para os íntimos - outro Buenas - então amigo de Nelsinho, hoje meu amigo também.
"Furô Turíbio!"
É a máxima do bar. O simpático e sorridente velhinho não tarda com a cerva. Aqui não tem esse negócio de levantar o dedinho, nem assoviar. É só dizer a palavra mágica e a cerva está em nossa mesa geladíssima.
Minha mãe costumava merendar com suas colegas à época do colegial neste bar. Ela conta que bebia K-suco - daqueles que tinha uma jarra sorrindo no rótulo -, com biscoito sete capas, que eu gosto muito no café.
Já comprei muita bolinha de ping-pong em companhia do meu amigo Fabrício Silva ali por volta dos doze anos de idade. Chegávamos por volta das 14:00h e ficávamos esperando Turíbio abrir o bar pra gente comprar as tais bolinhas.

Uma vez, após uma longa farra no inverno, época do São João, cheguei em casa tarde da noite e fui logo guardando minha carteira. O problema foi que acabei esquecendo onde havia guardado e achei que estivesse ficado no bar.
Fui até sua casa e expliquei a situação. Turíbio seguiu comigo até o bar que já estava fechado. Percorri pot todos os locais e nada!
"Meu filho, você deve ter perdido no caminho, ou então, tá em sua casa."

Não deu outra. Haja paciência para aturar bêbado aos oitenta anos de idade!
Turíbio, obrigado por você existir. As charges são do artista plástico baiano Geraldo Bonelli. Até a próxima.
Postar um comentário