sexta-feira, 5 de junho de 2009

Salve Seu Fim De Semana.


Eis o primeiro álbum da carreira solo do cantor e compositor Jason Lytle, o cara que esteve à frente do Grandaddy por anos que só me fizeram bem. Impossível você não se deixar levar pela delicadeza em seu canto e instrumental de simples e rara beleza.

O Grandaddy vem de Modesto, uma cidadezinha onde não há muito o que fazer. Pequena e ensolarada, este pedacinho de terra norte-americano deu ao mundo belas canções de seus filhos mais ilustres.

Comecei a ouvi-los através do álbum Software Slump e fiquei fã de cara. O tecladinho que acompanha todas as músicas parece emergir do fundo de águas claras e límpidas como as da região de Modesto, fonte de água medicinal, como as de Caldas do Jorró, aqui na Bahia.

Em seguida, lançaram Sumday - este é matador. A capa é das mais belas. Canções que tocam fundo sem machucar. A sensação é de puro prazer.

Sumday não cansa. Não enjoa. Quanto mais você ouve, mais dá vontade de ouvir.

Quando ouvi Just like the family cat, pensei: "Estes caras vão bombar!"

Para minha surpresa, a banda acabou meses depois. Fiquei sem entender nada. Ainda bem que Jason não deixou de se dedicar à música, presenteando a todos nós com este belo álbum.

Com este Yours truly, the commuter, Jason Lytle firma seu talento como um dos principais compositores de sua geração.

Vou ficar por aqui na certeza de está indicando mais uma maravilha para vocês. On The Rocks não deixa a peteca cair. Bom pra mim e, claro, pra vocês também.

Clique aqui para ouvir algumas canções deste Yours truly, the commuter: http://www.myspace.com/jasonlytle.

Na próxima quarta-feira, 10 de junho, tem show de Wander Wildner na Boomerangue. Até a próxima.

Postar um comentário