domingo, 19 de julho de 2009

Cê Tá Pensando Que Eu Sou Loki?

É de conversas com amigos em mesa de bar que tenho planejado os últimos posts aqui no On The Rocks. Este não foi diferente. Estava ontem em companhia dos amigos Tony Lopes, Tinho Safira e Paulo César no bar O Líder - um dos meus preferidos da cidade -, e conversamos muito sobre o documentário Loki? do Arnaldo Baptista e toda sua obra.
Arnaldo Baptista é gênio.
Loki? encanta pela energia que emana de Arnaldo. Todos que participam dos depoimentos deixam claro a importância em suas vidas por ter convivido e/ou participado de suas obras.
Os relatos são emocionantes. Principalmente do próprio Arnaldo, que fora internado nos anos oitenta, injustamente, num hospital psiquiátrico de onde teve sérias consequências após pular do terceiro andar dando um tempo em sua brilhante carreira.
Já suspeitava de uma coisa antes de assistir Loki?, mas não tinha certeza, então, aqui vai:
Os álbuns Loki? e Singin' Alone são melhores do que qualquer um dos Mutantes e da Patrulha do Espaço.
O impacto dos Mutantes nos anos sessenta por ter colocado guitarra distorcida na Tropicália e pelo comportamento de seus integrantes, é incontestável. Ok.
Vejo uma certa eloquência entre as letras e a música de Arnaldo em carreira solo. Beleza, transcendência e amadurecimento como não via em sua antiga banda.
Outra constatação: Singin' Alone não é o seu melhor registro fonográfico, como pensei esse tempo todo.
Toda a genialidade do cara está resumida no álbum Loki?. Gravado em 1974, em companhia de Dinho e Liminha, Arnaldo criou sua obra-prima absoluta em pouco tempo e sem retoques. De uma enfiada só. Polimento zero.
Arnaldo toca piano como ninguém neste país. Sua voz e as letras estão inspiradíssimas.
Meu primeiro contato com sua obra foi através do álbum Mutantes e seus Cometas no País do Bauretz. Sim, foi um impacto. "Pô, que som é esse?!"
Rita Lee cantando: "Vamos ter cinco lindos cachorrinhos... "
Lindo.
Guitarras distorcidas, letras louquíssimas, vocais impactantes.
"Entrei na Avenida Augusta a 120 por hora!!!"
Me diverti muita nessa época.
Um ser humano como poucos é o que Arnaldo Baptista é. Espirituoso. Humano. Qualquer dúvida, é só assistir Loki?
Cê tá pensando que eu sou loki, bicho?
Quem quiser ser meu amigo no Orkut, é só procurar por Tarcísio Buenas. Só existe um. Até a próxima.
Postar um comentário