domingo, 2 de maio de 2010

Galeria.


A seção Galeria homenageia desta vez, Léo João, como diria o próprio:"um escrevedor de coisas em geral". Descobri o site do cara (http://www.vidabarata.com) através de minha amiga Michelle Prado, que chamou seus cartoons de cool. Daí, tive a ideia de indicar aqui para vocês, ilustres leitores deste blog que fez dois anos no último dia vinte e um, e como estou com a cabeça a mil por hora, acabei esquecendo de citar esta data tão especial para mim, pois é aqui, ao lado da La Verga, meu blog de poemas eróticos - ver link ao lado - onde escrevo sobre meu envolvimento com duas das minhas paixões, que são a música e a literatura.

Ontem eu estava na já tradicional feijoada mensal com uns amigos e conversamos muito sobre música, é claro, e blogs. Miguel Cordeiro disse-me que gosta tanto dos meus escritos que ele entra todos os dias no On The Rocks mesmo sabendo que os posts são semanais.

Um fato curioso foi quando ele afirmou preferir meus posts quando há sacadas literárias, diferente dos textos de caráter jornalístico que lemos por aí em blogs, sites e jornais.

Mas é a intenção man, misturar o tradicional texto que tem o intuito de informar, com o universo literário ao qual amo. Tento, mas não sei se consigo escrever como dois grandes jornalistas que sou fã. São eles: Pepe Escobar e o finado Celso Pucci.

Pepe Escobar, eu conheci no livro Alma Beat quando ele dá um show no texto em que comunica como foi seu primeiro contato com a literatura beat e de sua grande paixão pelo The Smiths, banda inglesa ao qual sou fã.

Outro texto genial foi o que ele escreveu na Bizz quando ouviu pela primeira vez o melhor disco pirata já feito na história: Echo and The Bunnymen gravado na Escandinávia. Esqueci o título - não estou em casa agora, por isso não posso consultá-lo. Sim, eu tenho esta maravilha comprado em São Paulo na rua 24 de maio há exatos dez anos. Lembro que On Strike é o subtítulo.

Eu nunca tinha lido um texto tão emocionante numa revista de música. O cara é capaz de fazer qualquer pessoa sair correndo atrás do disco. E quer saber? Corra que vale a pena.

Trata-se de um disco de cover altamente inspirado. Só para citar algumas canções: It's all over now, babe blue de Bob Dylan; Paint it black dos Rolling Stones; Run run run do Velvet Underground; Fiction do Television; Soul Kicthen dos Doors e tantas outras.

Celso PuccI foi editor da revista Bizz. Jornalista e músico, ele participou de várias bandas paulistanas, entre elas o 3 Hombres, minha preferida. De volta ao Oeste, o único disco deixado pela banda, é um dos melhores do rock brasileiro. Eu simplesmente ouço toda semana. "Depois de uma seca na alma eu fui viajar, os livros vendi, os discos eu dei pra Ana Cristina... Quando dei por mim estava na estrada com meu par de botas... Depois encontrei um hotel com as portas abertas..."

Celso faleceu em 2002 vítima de câncer.

Se eu conseguir escrever minhas paixões com cinquenta por cento que esses caras escreveram, feito!

...

Hoje eu acordei pensando na música Sua Estupidez de Erasmo e Roberto na voz de Gal Costa. , que interpretação linda. Escrevo ao som desta música gravada no disco Fa-tal, Gal a todo vapor. Este foi gravado ao vivo nos anos setenta na Barra da Tijuca com uma banda maravilhosa. Lanny Gordin dá um show na guitarra e Gal está na melhor fase de sua carreira cantando esta e outras maravilhas, como: Pérola negra, Hotel das estrelas e Vapor barato - esta foi a versão que entrou no filme Terra Estrangeira do cineasta Walter Salles. Belo filme, por sinal. Fernandinha Torres arrasa!

"Eu sou amor da cabeça aos pés..." Gal canta em Dê um rolê. Arrepiante.

Estou terminando um poema a ser publicado ainda esta semana na La Verga Del Buenas. É isso. Até a próxima.

Postar um comentário