terça-feira, 19 de julho de 2011

Na Noite.


(Fábrica de Animais. Foto by Mônica Miguel).
Na noite é que me sinto melhor, e duas bandas foram protagonistas dessas últimas noites.
A Fábrica de Animais, veterana paulistana, que tem a escritora e cantora Fernanda D'Umbra à frente, foi a maior surpresa até o presente momento.
Formada em 2007, a Fábrica tem se destacado na noite paulistana devido ao seu rock vigoroso que me fez lembrar os melhores momentos do Tutti Frutti e da Nau, extinta banda da Vange Leonel.
O primeiro disco da Nau é um dos melhores discos de rock lançado no país em todos os tempos.
Assisti ao show no último sábado no Club Noir, rua Augusta, e fiquei impressionado com o carisma e presença de palco da Fernanda, digna das maiores cantores de rock.
Eles não têm nenhum registro sonoro ainda; me deixaram com água na boca e com aquela vontade de assisti-los em breve.
Bati um papo com a Fernanda no final do show, na porta do Club, entre umas cervas e outra. Perguntei se eles têm planos para lançar aquelas músicas em disco, e ela, sorridente, me disse que estão com planos para lançá-las nem que seja num site com link para download.
Muito bem Fernanda, o importante é gravar o trabalho de vocês que é bem legal e divulgar por aí.
A Fábrica de Animais, são: Flávio Vajman, Cristiano Miranda, Sérgio Arara, Rubens K e Fernanda D'Umbra.

(Os Últimos Românticos da Rua Augusta).
Os Útimos Românticos da Rua Agusta, outra grata surpresa, foi formada neste ano pelos músicos Sérgio Serra (Ultraje a Rigor; violão), Wanderley Luiz (Wander Wildner, ex-Replicantes; violão), Gustavo Kaly (Stuart; violão e composições), Cristiano Carlos (baixo), Luciano Malásia (Ultramen; percussão).
O som da banda é um verdadeiro misto de folk-punk-jazz de apartamento, como a própria banda divulgou em sua página no Facebook.
Assisti ao primeiro ensaio aberto, na última quarta-feira, no Coletivo Galeria, rua dos Pinheiros - o aperitivo para o show de apresentação para o grande público que aconteceu no Studio SP, sexta-feira, 15.
Curti as letras românticas e inspiradas do Gustavo, baladas que servirão para embalar suas tardes de ressaca, ou para acompanhar aquela farra com seus amigos.
Wander já havia gravado duas dessas canções em seus dois últimos discos - esqueci o nome das músicas agora, sorry.
Conversei com Wander no final do show sobre as expectativas de lançar essas canções em disco, e ele me disse que não tem nada programado no momento.
Serginho mostrou-se entusiasmado com seu novo projeto/banda e me pediu desculpas por não me dar maior atenção no momento. Percebi o entusiasmo do cara, que está chegando de Teresópolis, para fixar residência aqui em São Paulo e, depois de uns brindes, me afastei e fiquei na porta fumando minha cigarrilha e curtindo a noite, pois é nela que me sinto melhor.
Boa sorte, rapazes. Tin tin!
Visite a La Verga, meu blog de poemas eróticos: http://www.lavergadelbuenas.blogspot.com/. Até a próxima.
Postar um comentário