domingo, 22 de abril de 2012

4 anos de On The Rocks.


Hoje, o On The Rocks está completando quatro anos de existência. Após uma viagem mal sucedida pela Europa, criei este meio de comunicação com o intuito de indicar discos, livros, publicar poemas e crônicas como uma forma de me fazer presente para o mundo.

Nestes quatro anos, fiz boas amizades, descobri valores nas pessoas que até então não conhecia, namorei algumas mulheres e fiz amizades com outras, viajei pelo país vindo fixar residência em São Paulo.

Eu morava em Salvador em 2008 e muita coisa mudou em minha vida, graças a minha coragem de procurar um lugar para que eu possa viver em paz e de bem com a vida.

SP é a minha cara; algumas pessoas disseram quando souberam que estou aqui.

Não fosse pelos estresses que ocorreram na semana, eu poderia bater agora no meu peito e gritar bem alto que estou bem. Mas não posso, infelizmente, não posso.

Escolhi alguns discos para hoje. São eles:

Echo and The Bunnymen - Ocean rain;
The Cult - Love;
Leonard Cohen - Old ideas;
Arnaldo Baptista - Lóki?
O Último Número - Museu do mundo;
Legião Urbana - V;
Dexter Gordon - Ballads;
John Coltrane - Lush Life;
Lou Reed - Blue Mask;
David Bowie - Aladdin sane;
Mavis Staples - You are not alone;
Nick Cave - No more shall we part.
Messias - Escrever-me, envelhecer-me, esquecer-me.

Ontem, foi o aniversário de Robert Smith e do Iggy Pop, dois caras que fazem minha cabeça há muitos anos. Em homenagem a eles, indico o The head on the door (clássico do The Cure), e Brick by brick (discaço de Mr. Pop).

Agora, voltarei a ler O vinho da juventude (John Fante), que trouxe de Salvador na semana santa e estou louco para lê-lo mais uma vez. Juízo!

Até a próxima.
Postar um comentário