sexta-feira, 18 de maio de 2012

24 Hours by Ian Curtis (15 de julho de 1956 - 18 de maio de 1980).


(Ian Curtis).


É isto então a sobrevivência
Orgulho estilhaçado pelo amor
O que foi em tempos inocência
Não devia ter partido
Uma sombra persegue-me
Marcando na memória
Cada mínimo movimento
Do que antes foi amor


Ai como eu compreendi
Quanto precisava do tempo
E de alguma perspectiva
Tão difícil de encontrar
Julguei por momentos
Ter o caminho descoberto
Entre as linhas do destino
Vi-o escapar-se


Infinitos pontos ígneos
Longe do meu alcance
Solitárias orações por
Tudo aquilo que preciso
Dar uma volta por aí
A ver o que se arranja
Inútil coleção de
Esperança e desejo antigo


Nunca eu imaginei
As distâncias que teria de percorrer
Pelos esconsos cantos de
Um ignorado sentimento
A pessoa por um momento
Ouvi alguém chamar
Olhei além do dia presente
E nada havia lá afinal


E agora que eu percebi
Como tudo era erro
Tenho que encontrar a cura
Mas demora o tratamento
No fundo do coração de
Onde se firmou uma amizade
Tenho de encontrar meu destino
Antes que seja tarde demais. 

Postar um comentário