sábado, 28 de julho de 2012

As baladas low-fi da Glauberovsky Orchestra.


Há exatos dezessete anos, assisti ao meu primeiro show dos Dead Billies, a melhor banda de psychobilly do Brasil e uma das maiores do planeta. As apresentações eram incendiárias e o rock baiano passava por uma de suas melhores fases.

Eu frequentava shows da brincando de deus, Cascadura, Dois Sapos e Meio, Kabo Kruz, Não, Talking Blues, Jupiter Scope e Saci Tric, entre outras que não me lembro agora.

O cantor dos Dead Billies, Glauber Guimarães (o Moscabilly) estudava em um colégio no Corredor da Vitória, onde estudei uma parte do meu segundo grau, mas a gente não se falava. Eu o reconheci depois de ter assistido um show dos caras no extinto Creole Cajun, um bar que ficava localizado no Pelourinho. Fiquei "de cara" com a performance da banda. As meninas ficavam na frente do palco vibrando com a performance do cantor o tempo todo. Achava aquilo tudo bem legal. Melhor ainda, saber que acontecia em Salvador.

Anos depois, em 2003, já trabalhando como vendedor de discos, eis que quem adentra a loja num sábado à tarde? Pois é, o Glauber. Já tínhamos batido uns papos pelos bares da cidade, portanto, não éramos mais estranhos. Eu estava bebendo um vinho, coisa que costumava fazer nas tardes de sábado, e ouvindo Tom Waits. Ofereci uma taça, ele aceitou, e ficamos por ali conversando sobre a obra do Tom. Descobrimos ser fãs do baladeiro beat. O disco que tocava era o Alice, mas comentamos mais sobre o Mule variatons - um dos cinco melhores álbuns de sua carreira. 

Falamos, também, sobre Elliott Smith, Sparklehorse, Stephen Malkmus e Kinks.

Corta para 2012 e cá estou indicando seu novo projeto: Glauberovsky Orchestra, onde ele canta, toca e produz todas as canções, seja de sua autoria, ou de outros artistas. Sensacionais, por sinal.

Mother's little helper (Rolling Stones), The wayfaring stranger (domínio público), Don't let bring you down (Neil Young), Vida (Chico Buarque), Working class hero (John Lennon), e Strange weather (Tom Waits), são apenas algumas delas. Nosso solitary man low-fi, é esta a impressão que tenho do Glauber de hoje, lançou dez Eps e duas compilações em sete meses - todas disponíveis para download.

Para conhecer mais o trabalho do artista e fazer download  de todos Eps, acesse: http://www.glauberovskyorchestra.blogspot.com.br/. Boa audição. On The Rocks garante.

Até a próxima.
Postar um comentário