sexta-feira, 17 de agosto de 2012

André W., esse cara tem feito a diferença.


Meu brother e colega de trabalho André W., o careca, tem feito a diferença na minha trajetória pela selva de pedra. Sempre com suas colocações sarcásticas e inteligentes sobre o cotidiano, é ele quem me acompanha todos os dias pro almoço num restaurante próximo à empresa. Ele fala mais do que eu. Nunca fui de muita conversa, exceto nas madrugadas quando a cerva acende o juízo. Mas eu gosto de escutá-lo e tô sempre rindo. Adoro quando saímos juntos e paramos em algum boteco pra brindar e comentar como foi o dia. Nossas observações no balcão quando ficamos ali de olho nas transeuntes que passam com seus rabos arrebitados, são terríveis. Vai do tênis brega do chefe passando pelo bigodinho ridículo do supervisor; das caspas que caem do cabelo do tiozinho do café até as calcinhas enfiadas na regada das meninas; mas a que mais chama atenção é o rabinho da bonequinha do setor. Uma tentação. Peço a Deus sempre pra não fazer ou falar uma besteira. A gente ri pra caralho quando os caras passam torcendo o pescoço pra olhar aqueles maravilhosos rabos. Adoro um rabo. André costuma dizer que só gosta de dois tipos de mulher: nacional e importada. Esse tem feito a diferença. Agora não somos mais simples colegas de trabalho. O cara é meu brother. Costumamos beber juntos por aí. Esses caras do rock se sintonizam logo comigo. Não sei o motivo, mas ele me respeita pra caralho. "E aí buenas, foi dormir que horas ontem?" é sempre assim que começa nossos papos. André W. já é um dos meus, assim como Mário Bortolotto e Grima Grimaldi. Neste domingo, estaremos juntos no Bourbon Festival prontos para mais um brinde. Tin tin.

Até a próxima.

P.S.: Na foto, Johnny Ramone. André é fã dos Ramones, e foi através dessa foto estampada na tela do computador dele que tudo começou.
Postar um comentário