segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Jane Birkin de skate.



dia desses eu vi Jane Birkin andando de skate na praça Roosevelt com seu vestidinho amarelo exibindo sua bela tattoo na perna esquerda. ela não me viu. ainda aturdido com a voz do Van Morrison esmurrando as paredes do meu cérebro, parei por um instante em companhia do bad boy beat e ficamos observando seu trajeto. tivemos a impressão dela querer pular de algum lugar. Jane vive reclamando da vida entediada presa em seu quarto que faz um calor dos infernos e mesmo que tome banho, não suaviza; mas noto uma certa tranquilidade em seu caminhar. 

num momento de dispersão, não percebemos ela vindo em nossa direção. é que Debbie havia acenado pra gente montada na garupa da harley de Paulão (safadinha essa Debbie). então, quando percebemos, Jane estava pedindo por um isqueiro em nossa frente segurando uma heineken  - ela adora essa cerva. eu, também. bad boy beat acendou seu cigarro e ficou na dele. ele sabe das minhas paixões por ela. a gente respeita os amigos e nunca invejamos quando algum está num lance firme com uma gata. bem, daí ela ficou olhando pra minha camiseta do Nick Cave e em seguida me perguntou se eu conhecia a versão de Je t'aime que ele fez com a Anita Lane. "claro, ouço direto". seu olhar de menina traquina e aquele sinalzinho é de deixar qualquer um louco. amor louco esse que sinto pela Jane. mas como já disse, sangrar é comigo mesmo.

Até a próxima.
Postar um comentário