terça-feira, 16 de abril de 2013

A maternidade que você nasceu...


A maternidade que você nasceu tá pegando fogo e você não é capaz de fazer nada. Você não é capaz de nada. É fraco e vive dando satisfações mesmo quando ninguém quer saber. Quase ninguém quer. Mesmo assim você dá. Pare de se preocupar em sair do armário - seus amigos vão gostar de te ver assim. Sem conflitos, você estenderá os braços com um largo sorriso estampado na cara, se permitirá e deixará a caravana passar com bichinhos de pelúcia pelo caminho. Nadar contra a maré só vai te cansar. Te enfraquecer. Existem os remos e eles te farão sorrir mesmo que você não queira. Mesmo que o fardo continue pesando.

Postar um comentário