domingo, 30 de junho de 2013

As dez canções mais ouvidas pelo On The Rocks neste semestre (independente do ano de lançamento).


10) Nick Cave - Jubiliee street: http://www.youtube.com/watch?v=xCxHvNl9MmQ.

9) Chelsea Light Moving - Burroughs: http://www.youtube.com/watch?v=_qmIvFuF8r4.

8) Sixto Rodriguez - Sugar man: http://www.youtube.com/watch?v=qyE9vFGKogs.

7) A Serviço do Rei - You've lost just loving feeling: http://www.youtube.com/watch?v=7zGF-rHWYAY.

6) Queens of the Stone Age - I sat by the ocean: http://www.youtube.com/watch?v=PZ7ihD2Z0mg.

5) Jair Naves - No fim da ladeira, entre vielas tortuosas : http://www.youtube.com/watch?v=4i4Omc0RmcA.

4) Cida Moreira - Maior que o meu amor: http://www.youtube.com/watch?v=FtgGMoyHx9Q.

3) Foxygen - No destruction: http://www.youtube.com/watch?v=niXMYI-ORzQ.

2) Madrugada - Electric: http://www.youtube.com/watch?v=WKCYHHgQf_U.

1) Maxixe Machine & Thadeu Wojciechowski - Você não via que eu chorava porque chovia: http://www.youtube.com/watch?v=eCXQA7uWN2I.


É tudo ficção.

(Pintura by Basquiat).

Não há mais verdades. Esqueça. É tudo ficção. I don't believe in love (romance is dead). O que sobrou são encontros fortuitos. Transas ocasionais. Esqueça a espera no portão. A hora em que o carteiro vai passar. Nem mesmo você sabe se eles ainda existem. Sessão da tarde com pipoquinha no sofá? Acorda, porra! É tudo ficção. Eu sou um personagem contraditório. Um pequeno texto ainda pode mudar o comportamento de algumas pessoas. Ficção é isso. E mudou. Não leve as coisas tão a sério. Meus amigos costumam dizer coisas do tipo "ainda bem que eu tenho o teatro" ou "ainda bem que eu tenho o cinema". Costumo dizer que ainda bem que eu tenho a literatura e a música. Não tomo drogas, nem mando mais cartas de amor. Talvez os carteiros sejam apenas espiões. Lembro que um amigo disse uma vez na mesa do bar que ele conheceu um que lia as cartas antes de entregá-las. Ainda bem que esse cara viveu em outro tempo, em outra cidade, e por isso mesmo, nunca pôde abrir as minhas. Ele ficaria perplexo. Tem gente que se surpreende e se incomoda com meus textos aqui, imagine um sendo direcionado pra uma só pessoa? É de arrepiar - quem já recebeu uma carta minha sabe do que estou falando. Não se iluda. Não acredite em mudanças que possam resolver e melhorar as coisas. Os caras continuarão no poder. Só as máscaras mudarão. Quanto a mim, um personagem de cara com todo esse espetáculo. Mas é tudo ficção.

Até a próxima.

sexta-feira, 28 de junho de 2013

Quando eu era dj.

(Art by Amelia Fais Harnas).

Mentira. Nunca fui dj. Eu engano bem. É diferente. Acontece que não consigo ficar muito tempo longe das pick-ups. Outra coisa: não sou escritor. Quem escreve meus textos é outra pessoa. Sou um personagem contraditório. Esses textos são escritos por outra pessoa. Pago por seu trabalho doses cavalares do bom e velho Jack Daniels. Ele não reclama. Mas quem reclamaria? Também pago com outras coisas que não posso escrever aqui. Caso isto aconteça, minha reputação, que não é das melhores, escorrerá pelo ralo do banheiro porque é de lá que meus podres seguem seu fluxo. Eu nunca mais levei uma mulher pro cinema e devo dizer que isto tá começando a me incomodar. É provável que eu saia com a gordinha sexy da pracinha hoje à noite enquanto ele planeja mais um texto pros meus blogs. Eu engano bem e faço você acreditar que sou eu mesmo quem escreve esses textos e dicas que tanta gente gosta. Só não sei até quando vou poder pagá-lo. Ele se esforça pra dar o melhor de si enquanto bebo no embrião da cracolândia na madrugada fria esperando por uma gata que disse uma vez estar "bebedinha" e quis saber se tenho sotaque quando soube que sou baiano. Acho que a assustei. Esses escritos incomodam e é exatamente por isso que confio a ele. Ninguém precisa saber disso, mas há uma necessidade de expor essas coisas. Eu finjo, sacou? E engano bem.

Até a próxima.

sábado, 22 de junho de 2013

Com Jane e Hope na cabeça.


Conheci a Hope Sandoval, minha musa americana, vocalista do Mazzy Star, no final dos anos noventa assistindo o programa Lado B do senhor Fábio Massari na MTV (passava nas noites de domingo). Acho que rompia a madruga. Tenho o costume de beber nas tardes de domingo por não suportá-la, ou como escrevi na primeira parte da minha autobiografia "as tardes de domingo são tediosas, por isso bebo a tarde inteira". Então eu dormia no começo da noite ali mesmo no sofá com o despertador do meu lado pra não perder o programa do reverendo. Dias depois, encontrei o disco "Among my swan" numa loja de discos em Salvador e comprei sem pestanejar. Tava desempregado nessa época e a grana que minha mãe me dava servia pra comprar discos e livros. Acontece que tinha toda uma história após as compras porque ela vivia reclamando que minha grana só servia pra "isso", então eu escondia dentro da minha calça toda vez que chegava em casa com minhas compras. Era complicado porque o clima ficava tenso achando que ela ia descobrir a qualquer momento. Mas as canções faziam valer cada trocado. Cada momento de tensão e logo minha nova compra estava na estante entre os outros. É claro que ela percebia vendo minha coleção aumentar todo mês. Mas no fundo ela gostava. Sei disso porque quando eu dava um tempo, ela vinha com essa "nunca mais um disco, hein véi!?". Mãe é foda. Mas o que eu quero dizer mesmo é que tive um sonho surreal com a minha Jane Birkin e acordei pensando na Hope. Não é pra entender. Nem tô preocupado com isso. Parece que as manifestações acabaram ou deram um tempo por causa das festas juninas -- coisa de brasileiro. Quero que a "Lei do Psiu!" acabe. Devolvam os bares abertos até o cu da madruga (é isso o que almejo). Cada um na sua. Agora, por que eu sonhei com Jane e quis ouvir a Hope? Não sei. Sei que a voz dessa menina que já gravou com o Jesus and Mary Chain, Death in Vegas e Chemical Brothers, me arrepia toda vez que a escuto. Existe uma sensualidade e carisma capaz de tocar até os brutos. Os vândalos que buscam na guerra a resolução pros seus problemas. Sim, esses problemas são mais internos do que externos. Não me engano que tem muita gente olhando pro umbigo. Como sempre. Lutar em prol dos outros? Sei. Sei como é. Fico por aqui ao som dessa deusa numa manhã de paz com os pássaros cantando do alto das árvores que cercam a quadra do embrião da Cracolândia.

Flowers in december, uma das minhas canções preferidas do Mazzy Star: http://www.youtube.com/watch?v=QSM58Kf8AS8.

Até a próxima.

sábado, 15 de junho de 2013

O buraco é mais embaixo.


Eu estava conversando com meu amigo Luciano Fraga sobre as manifestações em SP. Lembro ter dito que tem pessoas acreditando que toda revolta seja por míseros 20 centavos e que se você parar pra pensar um pouquinho, perceberá que o buraco é mais embaixo. Tem muito de política incutido ali. Mas o buraco é mais embaixo. As frustrações e insatisfações de um povo com suas vidas, sua cidade, seu país, é muito maior. Suas vidas têm um peso e é justamente isto que tá pesando. Eu fico do lado de cá, em alguma cidade da Bahia, preocupado com as pessoas. Com meus amigos. É que eu não tô preocupado com essa historinha de destruir "nossa cidade" e esse blá blá blá todo. Minha preocupação é com as pessoas. Soube que o vidro do carro de um amigo foi quebrado e me pego pensando "o que o cara tem a ver com isso?". Acho que no fundo somos um pouco culpados (quem foi que colocou esses filhos da puta no poder?). Mas isso vai passar e logo o povo estará votando de novo. Eu não voto há muito tempo e não tenho problema algum em dizer isso. Não voto porque não acredito em ninguém. Mas essa revolta toda vai além de míseros 20 centavos. Tem muita gente por aí insatisfeita com suas vidas e aproveitando pra extravasar. Gritar. Botar pra fora. Prevendo que essa revolta atinja todo o país em plena época de copa das confederações, é bom. Conforta. Mas é claro que o efeito vai passar e a realidade estará de volta batendo em minha porta em busca de alguns trocados.

Até a próxima.

sábado, 1 de junho de 2013

As Dez Mais do Mês de Maio.


1. Sixto Rodriguez - Searchin' for Sugar Man;
2. The Strokes - One way trigger;
3. Elephant - Skyscrapper;
4. Queens of The Stone Age - I sat by the ocean;
5. The Honkers - This is an old world;
6. Tanya Donelly - Sweet ride;
7. Radiohead - House of cards;
8. Leonard Cohen - Avalanche;
9. Joy Division - Novelty;
10. Os Elefantes Elegantes - O dia mais triste do ano.