segunda-feira, 8 de julho de 2013

Keaton Henson - Dear (Full Album).



A primeira música desse disco é capaz de fazer qualquer um afundar no sofá. Ou na cama. Isso não importa. A pegada do disco é: afundar. "You don't know how lucky you are" acaba, mas a inércia continua. Como eu já disse aqui e em outros lugares [vivo dizendo isso: ainda bem que eu tenho a música]. Keaton Henson é o nome do cara. Dear,  o disco. Dá vontade de apertar o repeat em "Oliver Dalston browning", mas você não vai conseguir. Você quer mais e já percebeu que o cara não vacila. Melhor coisa que poderia ouvir nesse momento pós gravação do clip "Vulgar" da Saco de Ratos. Detonado e com uma preguiça que me é peculiar, junto a esse humor invejável e altamente bem-vindo em qualquer lugar que eu chego (e hoje nem é 1° de abril). Então  bebo um suco de pêssego e penso na madrugada que está prestes a bater em minha janela. Hoje eu vou dar um "não" a ela. Não vou sair. Ficarei aqui em companhia do meu brother Keaton arrebentando em seu disco de estreia. Tem noites que não é bom sair de casa. Nem pra te ver aí debruçada no balcão em companhia dessas pessoas que nada te dizem. Eu não vou ao seu encontro. Hoje, eu não vou te incomodar.

Postar um comentário