quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Guia de drinques (1ª parte).


Lendo o livro Guia de drinques dos grandes escritores americanos, fiquei sabendo de histórias curiosas desses caras que já mexeram muito comigo e, melhor ainda, de suas bebidas preferidas. Aqui está a primeira parte desta nova série.

1) Raymond Carver (1938-1988). "Quando lecionavam na Universidade de Iowa, Carver e John Cheever começaram a beber juntos. Em pouco tempo, alunos e professores preocupados passaram a convidá-los para jantar, num esforço para garantir que comessem. No fim do semestre, Carver e Cheever decidiram dar uma grande festa para retribuir toda a hospitalidade. Os convites foram enviados, o salão foi alugado. Antes do evento, porém, os dois escritores tiveram de viajar. Combinaram de se encontrar em Iowa City no dia da festa. De maneira lamentável, mas não surpreendente, ambos ficaram bêbados e perderam seus aviões. Naquela noite, os convidados chegaram para encontrar um salão vazio - nada de comida, nada de bebida, nada de Carver, nada de Cheever".

A bebida preferida de Carver era o Bloody Mary. Eis a receita:

60ml de vodka; 
15ml de suco de limão siciliano;
1 colher de sopa de molho inglês;
3 gotas de molho de pimenta tabasco;
1/2 colher de café de raiz-forte;
1 pitada de pimenta-do-reino moída grossa;
1 pitada de sal de aipo;
suco de tomate para completar;
1 talo de aipo e 1 fatia de limão taiti.

Coloque todos os ingredientes (menos o talo de aipo e a fatia de limão) em um copo highball e encha com cubos de gelo. Complete com o suco de tomate e mexa. Decore com o talo de aipo e a fatia de limão taiti. Sinta-se livre para ajustar qualquer um dos ingredientes ao seu gosto, mas lembre-se: a raiz-forte é indispensável.

O livro foi escrito por Mark Bailey e ilustrado por Edward Hemingway (neto de Hemingway).

Tin tin.
Postar um comentário