quarta-feira, 21 de agosto de 2013


Tempo para amar é pedir demais aos deuses. É o mesmo que pedir tempo para mim mesmo. Acredito que não serei atendido se um pedido desses for feito. Não preciso de elogios, de compaixão, nem de dinheiro. Eu necessito mesmo é de aprender a amar. Tanta gente que ama, que se doa pra si mesmo e pros outros. Eu, não. Acredito que os deuses estão contra mim. Eles não me dão oportunidade. Meu coração tá sempre embaraçado com as veias entupidas pra dificultar a passagem do amor. Até que ele tenta, mas não consegue. O amor tentou passar insistentemente por essas vias, que para mim, são obstáculos de péssimo acesso. Várias tentativas foram feitas. Tentei mesmo. Juro. Quiseram os deuses dificultar as coisas pro meu lado. Não tenho jogo de cintura pra desviar de um nóia na rua quanto mais pra desviar de tudo isso. São os embaraços. E o meu prazo de validade tá vencendo.
 
Postar um comentário