sábado, 4 de janeiro de 2014

Dois poemas de Charles Bukowski.




"A teoria da classe ociosa" 

A melhor coisa a respeito das mulheres velhas é que tudo o que elas querem de você são as coisas simples.

Eu costumava alimentar as galinhas da minha senhoria, Sra. McCarthy. 

E em seguida no canto onde estava o café da manhã ela me servia meio copo de whiskey. 

Ficávamos sentados ali enquanto o sol da manhã atravessava as cortinas. 

Sra. McCarthy uma vez me perguntou, 
"Você é um jovem rapaz, porque não arruma um trabalho"?

Apontei com a cabeça para as galinhas e disse, 
"Eu tenho um".

"Senhor, rapaz", ela disse,
"Você não serve pra nada!"

Sorri. 
Elogios inesperados como aquele 
me ajudavam a continuar.


"Você sabe quem é melhor" 

Está quente aqui
Há um teto sobre a minha cabeça e um rádio e um bom vinho branco. 

Está chovendo e eu perdi no hipódromo hoje. 

Ontem eu perdi $680. 
Hoje eu perdi $750.

Madeline
nós brigamos e brigamos. 

mas amanhã eu vou ganhar, então
pegue essa sua calcinha do chão
dele
e volte 
pra mim.

Tradução: Jão Moonshine.
Postar um comentário