quinta-feira, 8 de maio de 2014

APROVEITA, CARAMBA!



(Maredsous, uma das minhas trapistas preferida).

Lendo sobre cerveja trapista (cerva produzida em mosteiros pelos monges beneditinos ou supervisionado por eles), e seu alto preço, me lembrei de um cliente que eu tive na época em que trabalhava com venda de vinhos, entre outros tipos de bebida, em uma adega de Salvador. O cara chegou com uma garrafa de whiskey escocês no valor médio, hoje, de quinhentos reais (a garrafa), e queria que a gente vendesse pra ele. Perguntei o motivo e ele veio com essa: "Eu ganhei de presente. Como não tenho cacife pra beber uma bebida cara como essa, prefiro vender e aproveitar a grana com outra coisa". Cacife. Então eu entendi que ele não tinha grana ou capacidade pra beber o tal whiskey. "Mas foi presente", argumentei. Mesmo assim o cara não quis saber. Deixou a garrafa pra gente vender pra ele e caiu fora. Me lembrei desse caso agora e pensando na grana que eu já gastei com cervas importadas, vinhos e whiskey. Nunca imaginei fazendo o que esse cara fez. Eu sempre bebi todas as bebidas caras que eu já ganhei de presente. E bebo com o mesmo prazer de quando compro. Se você me der uma garrafa de whiskey no valor de mil reais, ou mais, tenha certeza que eu vou beber. E comigo não tem essa de datas comemorativas ou "aquele momento especial". O meu momento especial sou eu quem faço. Sozinho ou acompanhado. Tudo pra mim é motivo para um brinde. Menos o dia do meu aniversário, que é o dia mais triste da minha vida - mesmo assim ainda brindo e bebo sempre que o 18 de maio chega. Comigo não tem essa de deixar pra depois. Não penso na semana seguinte e mal lembro do dia de amanhã. Agora mesmo eu só não tô lá no teatro bebendo com a turma porque adoeci. Peguei uma gripe forte; dessas de derrubar. E derrubou mesmo. Meu coração dispara quando vou à farmácia ou ao supermercado. Aproveitei o tempo livre pra fazer a barba, coisa que não gosto, e cortar o cabelo. Problema foi voltar da barbearia cansando e o coração na boca. Mas agora tá tudo certo. Tô melhor e amanhã já estarei de volta à ativa. Tava lendo sobre cervas trapistas e me lembrei do cara. Cara este completamente diferente deste ser que vos escreve.

Até a próxima.
Postar um comentário