sábado, 24 de maio de 2014

The Jesus and Mary Chain (trechos).


Eis alguns trechos de textos que escrevi ao longo desses seis anos de blog sobre os escoceses. No final, tem um link com o resumo das primeiras apresentações.

"A fórmula ruídos, distorções e melancolia transformaram Psychocandy num disco único na história. É punk sem ser agressivo. Por trás de toda barulheira tem um cara cantando como se estivesse falando no ouvido de uma mulher".

"1984: a primeira vinda. 1985: o primeiro rebento, Psychocandy. 1987: tédio numa cidade do interior baiano. Calor dos infernos e as rádios massacrando meus tímpanos (Madonna, Michael Jackson, Culture Club - só pra ficar nesses). A lista é grande e eu não quero perder meu dia. Primeira salvação: "Gato de Hotel, você conhece uma banda chamada Jesus and Mary Chain?". Orlando mandou essa. Respondi: "Li na Bizz sobre eles, mas nunca ouvi". "Eu tenho um disco deles; se você quiser, eu te empresto". Parou tudo. Meus dias estavam salvos. Michaels e Madonnas, fodam-se! Os turbilhões de distorções vieram pra ficar. Barulho era tudo que eu precisava. Navalha na carne. Último suspiro de esperança no rock. Pouca coisa veio depois com alguma intensidade - filhotes em sua maioria. Poucos ficaram". 

"Todo chato que eu conheço chama o Jesus de "banda chata"; e os homofóbicos adoram odiar". 

Eis o link: www.youtube.com/watch?v=BocVqlHKSYg#t=272

Até a próxima.
Postar um comentário