quinta-feira, 12 de junho de 2014

Primeiro jogo marcante em uma Copa do Mundo: Brasil x URSS (Espanha, 1982).


O primeiro tempo terminou 1 x 0 pros russos. Este foi o primeiro jogo da melhor seleção brasileira que eu vi jogar em uma Copa do Mundo. Eu não fazia a máxima ideia do que estava por vir. Guri ainda, cruzava os dedos quando a Rússia atacava e mordia os lábios quando os caras chutavam pro gol de Waldir Peres. Sorte minha e de toda turma que na canarinho tinha Zico, Sócrates, Éder, Júnior, Oscar e todo aquele timaço dos sonhos de muita gente. Do meu, inclusive. Então no segundo tempo após pressão da seleção brasileira, eis que o doutor, Magrão, pega a bola na intermediária, dribla dois jogadores da terra de Maiakóvski e chuta pro gol. Dasayev, grande goleiro, não alcançou. A bola foi no ângulo. Indefensável pro goleirão. Como eu gritei... Gritei pra caralho! Mas quase fiquei sem voz mesmo foi quando, no final do jogo, após receber uma bola de Paulo Izidoro, em que Falcão abre as pernas deixando a bola passar pra Éder, este, com muita categoria, levanta a bola com o pé direito e bate forte com a perna esquerda. Um chute certeiro. Fodástico. E o goleirão nem se mexeu. Ali começou minha paixão pelo futebol. Paixão essa já esquecida. Consumida. É que eu nem sei quem são os jogadores que vão entrar em campo hoje contra a Croácia. Pra falar a verdade, eu só conheço Julio César, Daniel Alves, Fred e Neymar. Mas eu vou torcer assim mesmo, caramba!

Veja os gols aqui: www.youtube.com/watch?v=1Mq38IEFJHo

Até a próxima.
Postar um comentário