segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Trilha da noite: St. Paul and The Broken Bones.


São do Alabama. "Half the city", o primeiro álbum da banda -- já haviam lançado dois EPs no ano passado -- é sério candidato a melhor disco do ano. O Cantor Paul Janeway, com trejeitos que me fazem lembrar o bardo irlandês Van Morrison, típico nerd que viveu sofrendo 'bullying' na escola - esta é a impressão que eu tenho - detona no vocal. Traz o som pra ele. Performance das mais contagiantes nos shows da banda, é esse gordinho que tem feito a cabeça da gente nas madrugadas no Cemitério de Automóveis. É muito foda o som desses caras. E vá cantar assim na casa da PQP!

"Half the City" na íntegra: www.youtube.com/watch?v=KChG05odLvU&list=PLgGTViiYpwOhZTrHOsxRdWxjZwUoR0QXd&index=9

Até a próxima.

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Trilha para sempre: André Christovam.


No vocal, a lenda Andrew "Big Voice" Odom cantando em companhia de músicos americanos e do prórprio Christovam, claro. Considero "The 2120 Sessions" o melhor álbum do André. Gravado em Chicago no lendário 2120 Studios, nele só há blues matadores. Ora instrumentais, ora com a voz da lenda. Lembro dele dando entrevista a Jô Soares -- na época Jô tava no SBT. Assisti a entrevista e naquela mesma semana comprei o LP -- tenho até hoje guardado, e muito bem guardado, na casa do meu amigo Fabrício Silva. Pra não ficar 'na mão', tenho comigo em SP o CD remasterizado com edição caprichada [Só não tenho o Cassete porque nunca vi]. É assim: quando eu piro num disco, tenho em vários formatos. Vai que... Mas você não precisa concordar comigo. A sua opinião não me interessa. Desculpa. Não sou desses que se incomoda com a opinião do outro e raramente peço uma. Aproveitando: se eu nunca pedir a sua opinião, nunca dê. Se vc não resistir e mesmo assim quiser dizer algo, por favor, diga pra somar, porque de derrota eu já tô cheio até 'o gargalo'. Semanas depois da entrevista, "Big Voice" faleceu excursionando no Brasil em um acidente de carro. Se vc tiver com um tempo livre, entra no Youtube e procura por ele solo ou em companhia do André. Cê não vai se arrepender. Vá por mim.

Link: www.youtube.com/watch?v=6n2VzounOE0

Até a próxima.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014


"AMANHÃ, a partir das 20h, o happy hour de sexta. E dessa vez, além do envolvente Buenas, teremos a melancolia do senhor Mário Bortolotto e a empolgação alucinógena de Willy Wonka Carcarah. Eles prometeram revezar no som, três DJs, portanto. E mais: sanduíche de carne louca! Na hierarquia dos sanduíches, só o churrasco grego é capaz de eclipsar esse mastodonte da culinária panela de pressão. É isso aí, é amanhã".

(Lucas Mayor)

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Lhasa.


Eu sou fã da banda inglesa Tindersticks há mais de quinze anos. O clima atmosférico e soturno das canções tornam as coisas bem melhores toda vez que escuto. No fim de semana passado, lembrei-me que não tenho o disco Hungry saw.
Uma vez navegando na web, me deparei com Leaving songs - gravado em 2005 nos Estados Unidos, no estúdio do Lambchop, mas lançado em 2006 - segundo álbum solo do Stuart Staples, cantor e compositor da banda, e resolvi baixar.
O timbre de voz do cara continua me impressionando. O instrumental é rico e delicado. A beleza que transcende de seus versos é de fazer corar o mais disperso dos românticos. De posse do álbum, saí à procura dos videos no Youtube. Agora é que as coisa s vão "piorar".
A sétima canção de Leaving songs, chama-se That leaving feeling, e este foi o primeiro video que encontrei. O mundo parou de repente em minha frente quando um trem, digamos assim, humano, começou a andar sobre os trilhos com o rosto do Stuart e sua soturna voz me levando de encontro à coisa mais linda que ouvi nos últimos anos. Um rosto lindo e carismático cantando em frente a outro trem, me levaram a um mundo novo e encantado, bem diferente deste que estou vivendo aqui no sul do país onde não há beleza alguma, exceto o sorriso de minha mãe e as montanhas que cercam Paranaguá - cidade localizada no litoral do Paraná.
Lhasa de Sela é o nome da cantora. Saí pesquisando sobre ela e soube que a moça é norte-americana, filha de americanos, mas com descendência mexicana.
Na infância, e posteriormente na adolescência, viveu viajando pelo mundo em companhia de seus pais. Daí, nota-se porque ela canta em inglês e espanhol, entre outas línguas, em seus três álbuns lançados. 
Eu já estava começando a me apaixonar por ela quando soube da pior notícia que poderia me ocorrer naquele momento: Lhasa faleceu no primeiro dia deste ano vítima de câncer nos seios, em Montreal, instantes antes da meia-noite. 
Encantado com o mundo que estava parado em minha frente, fiquei por ali, deitado na cama de minha mãe olhando para o teto. Uma fresta de sol ia de encontro a cômoda que refletia na minha testa.
Fazia frio na hora. A árvore que fica aqui em frente prenunciava o começo da noite com a chegada dos morcegos que vivem por aqui. Eu já não achava mais graça em nada. A vida opaca daqui voltava à sua rotina lenta e sem beleza alguma. 

"Lhasa", escrito em junho de 2011, é mais um texto do meu livro "18 de maio, quanto tens por dizer..." que posto aqui. Será lançado no primeiro semestre do próximo ano. 

Eis o video: https://www.youtube.com/watch?v=Qkbp1TyWMX4

domingo, 9 de novembro de 2014

Buenas Radio - n° 53.

Buenas Radio - n° 53. by Tarcísio Buenas. on Grooveshark

The Walkabouts para começar a noite.


The Walkabouts para começar a madruga e sua música sublime em um momento sereno aqui no Cemitério de Automóveis. Não que seja diferente. Mas é que agora tá diferente de como foram as últimas noites -- agitadas e bem animadas. Bem legais. Mas agora tá diferente. Perguntaram há pouco ao Marião onde estão os perigosos e ele respondeu: "Tem dois aqui". A Isa chegou depois. Na dela, como sempre. Tamo ouvindo agora uns blues que saem das caixas. Neste exato momento, penso na minha banda preferida de Seattle, depois dos Screaming Trees de Mark Lanegan, é claro. Se bem que eles são de Aberdeen -- acho que é de lá. Aberdeen é perto de Seatlle, e tá tudo certo. Quanto aos dois perigosos, estão bem. Cada um com sua bebida preferida na mão esperando tranquilamente pela madruga. De Buenas.

http://www.youtube.com/watch?v=piYAbPeC_PI&feature=share

Até a próxima.