sexta-feira, 9 de janeiro de 2015

Confesso que bebi.


Jaguar escreveu no livro "Confesso que bebi" - um roteiro pelos melhores botecos do Rio de janeiro - altamente recomendável, que TV e bar são coisas que não se combinam. Me lembrei do livro porque fui beber uma cerva no bar que fica aqui na frente da casa de minha mãe - na verdade, a minha intenção era beber várias - e o dono do bar tava assistindo novela. Pedi uma. A novela acabou. Ele desligou a TV. Pensei: "Nem tudo tá perdido". Me enganei. É que o cara ligou o som e botou uma música que eles chamam de "Bailão" - tão ruim quanto sertanejo e axé. Não aguentei. Levantei e paguei a cerva (Skol). Não era a noite. O dono do bar mandou essa: "Já vai?".
"Já. Eu durmo cedo" - eu também tenho humor, caramba. Não é dos melhores, eu sei, mas tenho.
"Boa noite".
"Buenas".

Postar um comentário